Finanças Femininas Na Prática: Dicas Para Você Cuidar Da Sua!


Nos últimos anos, o empoderamento tem se tornado cada vez mais forte entre as mulheres e por isso, não podemos deixar de dar algumas dicas de finanças femininas.

Afinal de contas, sua forma de consumo e a relação com o dinheiro é diferente. Portanto, nada melhor do que uma ajudinha no seu controle!

Finanças Femininas - Finanças Femininas Na Prática: Dicas Para Você Cuidar Da Sua!

Vale considerar ainda que para as mulheres ocorre uma grande desigualdade de gênero e com isso, obviamente as finanças acabam sendo afetadas.

O que torna ainda mais essencial para elas ter educação financeira. Foi pensando nisso, que separei algumas dicas incríveis, continue lendo e confira o passo a passo.

Dicas De Finanças Femininas Para O Seu Universo

Historicamente, as mulheres são desde pequenas ensinadas a cuidar da casa de maneira relacionada a tarefas domésticas de limpeza e organização.

Contudo, muito raramente é ensinado a elas a organização financeira. Ou seja, dicas e estratégias importantes para a criação de:

  • Metas;
  • Planejamentos;
  • Orçamentos;
  • Controle de gastos;
  • E muito mais.

Logo, em meio a uma sociedade que ainda possui problemas de desigualdade salarial. Não é incomum que as mulheres tenham mais dívidas que homens.

Além de não serem ensinadas a cuidar de suas finanças, seus ganhos são menores!

Por isso, aprender por si mesma sobre educação financeira se torna uma questão de sobrevivência. Então, confira nossas dicas a seguir!

#1 – Sonhe, mas, também se planeje:

Tanto homens quanto mulheres gostam de curtir a sua vida, ainda mais se forem mais jovens, não é mesmo?

Contudo, pensar no futuro é importante e para isso que serve o planejamento financeiro. Sendo então, através dele que você irá determinar:

  • Metas: de acordo com os objetivos que deseja alcançar em sua vida, seja ela pessoal ou profissional. O que vale desde uma casa própria e poder viajar, até mesmo o alcance da liberdade financeira;
  • Orçamento: é a divisão do seu salário considerando gastos essenciais à vida, investimentos, educação e lazer em porcentagens adequadas. Ou seja, priorizando os três primeiros e sempre buscando economizar e poupar em todos, para poder sempre investir mais;
  • Mudança de hábitos: através da análise da sua forma de consumir e gastos mais comuns, modificando tudo que for prejudicial ao acúmulo de patrimônio.

Ou seja, é uma forma de alinhar todas as suas escolhas e decisões com base na garantia de um presente e futuro com qualidade de vida e bem-estar.

Podendo viver a vida que desejar sem grandes esforços e sim, conscientização financeira. Ressaltando que, ter um objetivo bem claro e definido irá ajudar você a ter mais motivação nesse processo!

Leia: Gerenciador Financeiro Grátis: Descubra Como Cuidar Das Finanças

#2 – Finanças femininas vs. consumismo:

Finanças Femininas Na Prática - Finanças Femininas Na Prática: Dicas Para Você Cuidar Da Sua!

Contudo, para ter um controle de suas finanças femininas, é fundamental que você vá contra aquele pré-conceito básico de que a mulher é consumista.

De maneira geral isso acaba sendo uma verdade, o que pode ser atribuído até mesmo a uma crença limitante. Ou seja, você se torna aquilo que ouve e é “condicionada” a ser.

No entanto, é sempre possível fugir desses estigmas com determinação e foco em seus objetivos de longo prazo, criando uma relação de consumo:

  • Benéfica;
  • Consciente;

Para isso, reaprenda como fazer seus pagamentos iniciando pelo uso de cartões, preferenciando o débito em seu dia-a-dia.

Deixando o de crédito para compras mais específicas. Tais como as de valores altos, internacionais e, em casos de urgência onde você ainda não tem seu dinheiro disponível.

Mas, sem deixar de considerar como cada um desses gastos irá impactar seu orçamento.

Além disso, busque sempre comparar valor do produto e sua hora de trabalho. Como assim? Ao comprar algo avalie quantas horas do seu trabalho aquilo equivale e se:

  • É necessidade ou impulso/desejo?
  • Realmente irá utilizar?
  • Vale a pena esse gasto?
  • Como isso irá refletir nas suas metas?

Leia: 6 Dicas de investimentos para iniciantes

#3 – Construa um patrimônio:

Então, cada vez mais vemos hoje a necessidade saber cuidar de si mesma e não depender de terceiros. Não apenas para sobreviver, como ter qualidade de vida e bem-estar.

Por isso, dentro das finanças femininas você deve considerar ainda os investimentos. Desse modo, a melhor forma de fazer isso é:

Finanças - Finanças Femininas Na Prática: Dicas Para Você Cuidar Da Sua!

  • Perfil de investidor: conhecendo qual é a sua propensão a risco e os melhores investimentos indicados para seus objetivos;

 

  • Educação financeira: ler e estudar bastante para aprender sobre nosso mercado financeiro, tipos de investimentos (renda fixa e passiva), liquidez, rendimentos, juros simples e compostos, taxas, tarifas e impostos. Bem como, sobre a diversificação de uma carteira de investimentos de modo a tornar seu patrimônio seguro e garantido;

 

  • Reserva de emergência: deve ser o seu primeiro investimento foco, que serve como um fundo para emergências e imprevistos. Devendo então, ter um acúmulo de 6x o seu orçamento atual em uma aplicação com alta liquidez, segurança e rendimentos estáveis;

Leia: Finanças Pessoais: Como Economizar Dinheiro e Pagar as Dividas

  • Fontes de renda: além de economizar e poupar, busque ainda aumentar sua renda através de fontes rendas. Ou seja, trabalhos freelancers, criação de um negócio próprio paralelo ao seu trabalho principal, revendas de produtos e serviços. Assim como, os próprios investimentos em si (além da reserva de segurança) que são conhecidos ainda como renda passiva. Sendo aquela no qual você não precisa trabalhar para receber algo, já que irá render sozinha!

Conclusão

Ao longo deste artigo, vimos então algumas dicas sobre finanças femininas que farão toda diferença no seu:

  • Controle de gastos;
  • Acúmulo de patrimônio;
  • Liberdade financeira.

E aí, como você diria que é hoje a sua relação com o dinheiro? O que você aprendeu foi ensinado em família ou através do interesse pelo seu próprio desenvolvimento pessoal e profissional?

Conte para nós um pouco mais da sua experiência com educação financeira nos comentários e compartilhe com suas amigas e familiares!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *