Planos de Previdência Privada: O Que É e Como Investir?


Muitas pessoas não sabem, mas, os planos de Previdência Privada são aplicações financeiras que tem por objetivo fornecer uma renda no momento em que você parar de trabalhar.

Seja pela questão da idade e sua aposentadoria. Bem como, em outras ocasiões em particular em que você necessite dessa renda complementar.

Plan pensiones vidacaixa - Planos de Previdência Privada: O Que É e Como Investir?

Ou seja, ela funciona como uma espécie de “renda extra” que irá complementar os valores pagos aos beneficiários da Previdência Social!

Desse modo, além de pouco “conhecida” essa previdência gera muitas dúvidas em quem a procura. Portanto, neste artigo iremos explicá-la melhor, confira.

O Que Sãos Os Planos De Previdência Privada?

A Previdência Privada, também conhecida como Previdência Complementar, é um tipo de aplicação de longo prazo ideal para grandes objetivos como:

  • Aposentadoria;
  • Liberdade financeira;
  • Comprar uma casa;
  • Fazer uma faculdade;
  • Entre outros.

Em geral, sendo muito vantajosa para investimentos com mais de 6 anos. Portanto, esse fundo é ideal para a concretização de grandes metas de vida.

Mas, ao contrário do que algumas pessoas pensam ele não é exclusivo apenas para quem está prestes a se aposentar, apesar de ser mais conhecido por esse tipo de objetivo!

Sendo assim, seus planos se assemelham a fundos de investimentos. Além de ser classificados ainda como seguros e rentáveis.

Leia: MERCADO IMOBILIÁRIO: É HORA DE INVESTIR EM IMÓVEL?

Bastante flexível, esse tipo de aplicação se baseia em duas fases, a de acúmulo e a do aproveitamento de seus lucros.

Lembra daquele velho ditado “A gente colhe o que planta”? É exatamente assim que esse investimento funciona e por isso, muitos desde cedo o utilizam pensando já na aposentadoria.

Por ser semelhante aos fundos de investimentos, isso significa que esse conta com gestores para cuidar do dinheiro dos investidores.

Ou seja, analisando o que é melhor para a carteira de ativos e com isso, recebe uma taxa de administração em troca.

Vale destacar ainda que os planos de Previdência Privada são regulados pela SUSEP, tornando-os realmente seguros.

Leia: Minhas Finanças Pessoais: Como Poupar e Economizar Para Investir

Como Funcionam Os Planos da Previdência Privada?

previdencia privada - Planos de Previdência Privada: O Que É e Como Investir?

Em geral, os planos de Previdência Privada são comercializados em bancos pelo departamento de seguros que os classifica juntamente aos fundos de investimentos.

Fazendo com que sejam comumente chamados de fundos de Previdência Privada. Mas, eles podem ser comercializados ainda em corretoras!

Logo, funcionando de forma semelhante a qualquer outro tipo de aplicação na qual você fará:

  • Uma aplicação inicial;
  • Seguida de aportes mensais determinados em um programa;
  • Continua investindo por pelo menos 10 anos ou até concretizar seus objetivos;
  • Por fim, resgate o dinheiro para seu uso devido.

Por ser tão seguro e gerar bons rendimentos, grande parte das pessoas o utiliza para alcançar a liberdade financeira e se garantir na aposentadoria.

Dessa forma, o resgate da Previdência pode ser feito de duas formas. Por meios de parcelas mensais a serem recebidas durante um determinado tempo.

Ou em forma de parcelas mensais permanentes, durando assim, o mesmo tempo de vida que seu beneficiário.

Mas, é preciso ter em mente que mesmo investindo nesse tipo de previdência, é recomendado que você ainda contribua com INSS.

Isso porque é ele quem garante benefícios como auxílio-desemprego, por exemplo. Então, é preciso pensar tanto no futuro, quanto no presente!

Leia: Gestão financeira: a sua importância para empreendedores

Mas, vale a pena investir?

Se os planos da Previdência Privada valem a pena ou não, isso vai depender do seu comparativo base:

  • INSS: se comparado a ele, vale a pena tanto quanto. Porém, esse plano tem a vantagem de que o dinheiro pode ser sacado a qualquer momento, desde que assumido os seus riscos de perda. Além disso, o valor é inteiramente seu, considerando os juros e sem teto limite para pagamento, como ocorre no INSS;

 

  • Outros investimentos: sejam eles de renda fixa ou variável, a Previdência só se torna vantajosa caso você aplique por pelo menos 6 anos no mínimo. Contudo, é preciso comparar detalhes como diversificação, prazos de vencimento, rentabilidade, segurança, taxas e tarifas, liquidez e adaptação. Só assim, você saberá de forma individual quando a Previdência Privada é mais vantajosa que outro tipo de aplicação.

Leia: Educação Financeira: A Melhor Forma De Poupar e Investir

Como investir nos planos da Previdência Privada?

Primeiramente, você deve estar atento ao que lhe é oferecido nas agências bancárias caso opte investir por uma delas.

Isso porque existem alguns fundos de previdência de baixa qualidade. Como bem sabemos, os seus objetivos e do gerente do banco nem sempre estarão alinhados!

Então, a melhor forma de investir é comparando suas opções e estando atento ao:

  • Rendimento: de acordo com o que é proposto, compare-o com outras aplicações que possuam o mesmo tipo de taxa atrelada;
  • Taxas: além disso, verifique o percentual cobrado pela administração, custódia e aportes mensais. Em geral, o mais vantajoso é optar pelas corretoras de valores que zeram algumas ou todas essas taxas.

Além disso, esteja atento aos dois principais tipos de planos de Previdência Privada ao investir, sendo eles o PGBL e VGBL.

O primeiro é indicado para quem preenche o formulário completo do Imposto de Renda. Enquanto o segundo, é para quem não declara ou o faz de forma resumida.

Conclusão

Resumindo, os planos da Previdência Privada são aplicações destinadas a objetivos grandes e de longo prazo, tal como a aposentadoria pelo qual é mais conhecido.

Sendo considerado altamente seguro, é importante apenas compará-lo a outros investimentos antes de aplicar. Verificando se a opção em questão é realmente mais vantajosa ou não!

Este artigo foi útil para você? Deixe sua opinião ou dúvidas nos comentários.

Deixe uma resposta